Como está a alimentação dos pequenos?

A educação alimentar, por si só, já é um assunto delicado, tanto para os adultos, quanto, e até mais, para as crianças.

Proibir os alimentos industralizados, ricos em açúcar, corantes, sódio e gordura tende a surtir o efeito contrário, ou seja, pode fazer com que a criança associe a comida saudável a algo negativo.

No entanto, sair dizendo “sim” para tudo é ainda pior, pois a criança ainda não entende o quanto o consumo desse tipo de alimento pode ser prejudicial.

O jeito é apostar no equilíbrio entre o sim e o não. Confira algumas dicas para facilitar essa tarefa: 

● Não pule o café da manhã, essa é uma refeição importante e deve ser feita todos os dias, do contrário, a criança pode ficar com fome, cansada, e acabará comendo algo que não deveria no intervalo.

● Ofereça mais água e leite do que sucos. Cem por cento dos sucos de fruta são saudáveis, mas calóricos.

● Não use comida como recompensa. Prometer sobremesa se a criança comer vegetais, faz com que ela entenda que os vegetais valem menos do que os doces.

● Procure variar o cardápio. Essa é a melhor estratégia para que a criança não enjoe e rejeite a comida.

● Outra ideia que não pode ser esquecida é alternar salgados e doces para atender ao paladar da criança.

● Fique atento ao tamanho das porções dos alimentos. O certo é manter um equilíbrio, colocar a quantidade;suficiente para saciar a criança.

● Crianças em idade escolar são mais ativas e perdem muito líquido.Sempre disponibilize água ou sucos naturais e orgânicos, independentemente do lanche oferecido.

● Escolha um dia da semana para as guloseimas, mas lembre-se de não exgerar nas porções.Não faça ameaças para a criança comer, como “se você não comer tudo, não vamos ao parque”.Isso pode surtir efeito negativo.

● Não adianta exigir algo da criança se a família não faz o mesmo. É preciso dar o exemplo. Se a criança não pode tomar refrigerante a família também não deve tomar.

● Evite substituir refeições. Se a criança conseguir trocar a refeição por uma mamadeira, por exemplo, ela vai repetir a estratégia.

Fonte: Revista Viva Saúde



Postado em 24/02/2015 às 17:36:45

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Como espantar mosquitos e pernilongos

A temperatura sobe um pouquinho e lá vêm os mosquitos e pernilongos. Além de irritar, sua picada provoca uma super coceira e pode até virar ferida. O melhor a fazer é usar muuuuuito repelente! 

A opção perfeita pode estar nas mãos da Mãe Natureza, pois os repelentes caseiros, além de espantarem os mosquitos, são naturais e não causam alergias.

Repelentes de pescadores

Ingredientes
- 1/2 litro de álcool
- 2 colheres de sopa de cravo da índia
- 100 ml de óleo de bebê, ou óleo de amêndoas

Modo de preparo
Coloque o álcool numa garrafa de vidro e adicione os cravos. Deixe o cravo no álcool por 4 a 8 dias, agitando 2 ou mais vezes/dia. Desta forma, o álcool irá extrair o óleo essencial do cravo. Após 4 dias acrescente o óleo que você escolheu. Coe tudo e coloque em frascos com tampa de borrifador, para facilitar a aplicação. Caso não tenha este tipo de tampa, coloque uma gota em cada braço e pernas. Como óleo e o álcool não se misturam, antes de usar, agite o frasco.

Pomada com Vitamina B

Ingredientes
- 1 pomada hidratante para bebês
- 20 gotas de Complexo B

Modo de Preparo
Em um recipiente seco e com tampa, misture bem os ingredientes com a ajuda de uma espátula ou um palito de sorvete que não foi usado. Agora é só espalhar pequenas quantidades desta solução sobre a pele das crianças. O complexo B irá exalar um cheiro que é desagradável para os mosquitos.

Repelente com Laranja

Recorte um retângulo da casca de um limão, uma laranja ou uma tangerina, em um tamanho que caiba no vão do aparelho. Para facilitar, use o refil do aparelho como medida. Encaixe e plugue na tomada. O aquecimento vai liberar o ácido cítrico que repele os insetos.


Caso o mosquito já tenha picado a solução é molhar o local com um pouco d’água e esfregar um pouquinho de sal. A coceira alivia na hora.

E não esqueça de que sempre vale a pena usar o bom e tradicional mosquiteiro. 


Mais imagens


Postado em 20/02/2015 às 08:42:58

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Como brincar com os adultos?

É normal que filhos de primeira viagem tenham certa dificuldade em brincar com os pais. Para que este seja um momento prazeroso, é preciso entender como funciona este ser em formação, o adulto. Com algumas técnicas simples, você certamente irá conseguir fazer com que este momento se repita sempre e sempre na sua rotina.

Jamais chegue para o adulto, aos pulos, gritando a frase “brinca comigo?!”
Isso com certeza irá causar ansiedade e corre o risco de ele simplesmente travar, impedindo de acontecer o que poderíamos chamar de brincadeira incrível. Para atraí-lo para o local da diversão, use frases simples como “vem aqui que eu vou te mostrar uma coisa” ou “olha o que eu inventei no meu quarto!”.

Fique no mesmo nível que o adulto. 
Agora que você conseguiu trazê-lo até aqui, se estiver no chão, faça-o sentar, se estiver numa mesa, não deixe-o de pé. Faça com que ele se sinta parte da cena, mostre como sua participação é importante na brincadeira. 

Afaste todos os objetos perigosos!
Adultos se distraem facilmente, e costumam levar aparelhinhos retangulares e luminosos para a boca, ouvidos e principalmente para a ponta dos dedinhos! Um minuto de distração e você perdeu para o celular. Mantenha os objetos perigosos em lugares onde não possam ser alcançados.

Mantenha o contato físico. 
Abraços e beijos reforçam a importância dele ali. Mas se você sentir um clima de cansaço no ar, não faça contato visual. O adulto é sedutor, e vai tentar lançar um olharzinho de cão perdido pra você cair na dele.

Certifique-se de que o adulto está bem alimentado. 
Um adulto com fome pode ficar altamente irritado e abandonar a brincadeira! Se for preciso, faça uma pausa para um lanche, mas lembre-se de acompanha-lo, ou ele poderá iniciar outra atividade no caminho. E jamais acorde um adulto para brincar! Um adulto com sono é pior do que dois com fome.

Todo adulto tem e deve ter sua rotina. 
Assim ele se sente seguro, pertencedor de um lugar. Também não é aconselhável estimulá-lo quando ele estiver no meio de suas atividades básicas, como por exemplo lendo jornal, vendo jogo na TV, usando o banheiro ou conversando com alguém no telefone!

Adultos gostam de conversar? Sim! E muito!
Conte como foi seu dia, a escola, os amigos, as brincadeiras, isso reforça os vínculos entre vocês, criando cumplicidade. Não importa se ele não entender tudo que você disser, ele está ouvindo!

E por fim, tenha paciência!
Os adultos estão aprendendo, e faz parte desse processo errar muitas vezes. No começo é difícil, mas quando você menos esperar, ele vai dar alguns passos em sua direção e dizer: “quer brincar comigo?”

<3


Fonte: Estefi Machado



Postado em 30/01/2015 às 14:42:48

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Hora de estudar!

As férias estão quase no fim, e é hora de voltar para a rotina escolar! Além de separar os materiais e o uniforme, é importante criar um cantinho de estudos em casa e planejar como usufruir esse ambiente da melhor forma possível, com horário e muita disciplina.

Caso sua casa ainda não tenha um espaço para estudos, é interessante investir em um. Com um pouco de criatividade é possível ter ambientes agradáveis sem gastar muito dinheiro e espaço. O que mais importa é ter um lugar tranquilo, iluminado, silencioso e confortável para esta atividade, seja na cozinha, no quarto ou na sala.

Organizar um canto para os estudos ajuda na concentração e melhora o desempenho escolar, podendo ser a solução para o desinteresse das crianças em estudar, mas lembre-se, a presença dos pais na hora de fazer o dever é essencial! Quando as família mostram interesse pela vida escolar, as crianças tendem se esforçar e gostar mais dos estudos, além de tornar a relação entre pais e filhos ainda mais forte. 

Para ajudar você na tarefa de montar um cantinho para os estudos separamos algumas inspirações. Confira!



Mais imagens


Postado em 28/01/2015 às 16:58:44

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Vai ter pão de queijo!

Sabia que ajudar na cozinha melhora a alimentação das crianças?

A aproximação dos pequenos com esse universo de misturas, cheiros e sabores faz com que eles sintam prazer em comer bem e queiram experimentar novos ingredientes, contribuindo para uma dieta balanceada e cheia de saúde.  

Separamos uma receita super fácil e deliciosa, para a criançada colocar a mão na massa.  

Você só precisa de três ingredientes:
- 3 ½ xícara de polvilho azedo;
- 2 caixas de creme de leite;
- 350 g de queijo parmesão ralado.

Primeiro misture bem o polvilho e o creme de leite, até ficar homogêneo. Agora acrescente a estrela da receita, o parmesão. Misture direitinho e faça bolinhas, do tamanho que quiser, só não as deixe muito grandes, pra não ficar cru no meio. Deixe as crianças afastadas dessa parte e asse os pães de queijo em forno aquecido a 180º por 30 min, ou até dourar.
E pronto!

Mesmo que o cheirinho seja irresistível, espere esfriar um pouco e… nhack! Bom apetite! *-*

Fonte: Mixidão



Postado em 23/01/2015 às 15:54:52

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Os Pinguins de Madagascar - O Filme

Nesta quinta-feira, dia 15 de janeiro, os queridos Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, vão marcar presença nas telintas do cinema, com o filme "Os Pinguins de Madagascar".

Neste longa, os pinguins aventureiros que tanto amamos, embarcam em uma missão para salvar o mundo do terrível vilão Dr. Otavius Brine, o polvo que quer acabar com a raça de todos os pinguins!

Enquanto não chega amanhã, se divirta com o trailler do filme. =)


Vídeos


Postado em 14/01/2015 às 15:03:41

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Mostre todo o seu amor, todos os dias!

Um estudo divulgado no Journal of Epidemiology and Comunity Health, dos Estados Unidos, comprovou que as crianças que recebem bastante carinho tornam-se pessoas com mais saúde emocional na vida adulta. Por isso resolvemos compartilhar algumas dicas infalíveis de atividades especiais para você e o seu baixinho se divertirem juntos e fortalecerem os laços, de segunda à segunda.

> Segunda-feira
Para começar bem, surpreenda as crianças com um lanche especial ou com um brinquedo novo dentro da mochila. Um bilhete carinhoso escondido no caderno também vale. Pode ter certeza que ele vai amar a surpresa!

> Terça-feira
Ao chegar em casa, depois do trabalho e da escola, criem algo juntos. Um desenho, uma pintura ou uma receita gostosa, o que importa é estimular a criatividade! 

> Quarta-feira
Convide todo mundo de casa para uma guerra de travesseiro, é dia de quebrar as regras! Explique que o objetivo do jogo é derrubar o outro, só não vale usar a força nem machucar. Se ainda assim você não achar uma boa ideia, que tal uma sessão de cócegas? 

> Quinta-feira
Hoje traga alguma surpresinha para o seu filho. Pode ser um doce da padaria, um chocolate ou uma canetinha nova. Não se esqueça de entregar junto com muitos abraços e beijos.

> Sexta-feira
A semana está terminando, que tal inventar uma tradição que seja só de vocês, como sair para jantar em família, ler um livro ou preparar uma apresentação (de teatro, dança, fantoches), toda sexta-feira à noite?

> Sábado
Hoje, deixe que seu filho escolha o roteiro do passeio. Os finais de semana são ótimos para isso!

> Domingo
Para fechar bem a semana, vocês não precisam fazer algo muito elaborado pra ser especial. Só de assistir um filme com os pais no sofá, o seu filho já vai sentir a pessoa mais amada do mundo! 

Não se esqueça de uma coisa: você pode praticar essas dicas a qualquer momento! São os pequenos gestos que fazem toda a diferença e quanto mais tempo passar com o seu filho, mais unidos vocês serão! <3




Postado em 17/12/2014 às 11:33:57

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Tinta para desenhar no vidro

Deixar as crianças estimularem a criatividade é uma delícia, mas limpar toda a bagunça depois não é nada fácil. Para a alegria de todos, selecionamos uma receita de tinta para desenhar no vidro das janelas e da porta que, depois que a brincadeira acabar, sai toda fácil, só com o passar de um paninho. 

Você só precisa de:
- 1 xícara de farinha de trigo
- 1 xícara de água
- 1 xícara de sabão líquido
- corante para alimentos

Misture todos os ingredientes (exceto o corante) numa tigela maior, mexendo bem. Divida o conteúdo em potinhos menores e pingue algumas gotinhas do corante. Dá pra pintar com os dedos ou com um pincel. Só não esqueça de trancar as portas e janelas, pra evitar maiores bagunças e fique de olho nos baixinhos! :D

Fonte: The Imagination Tree



Mais imagens


Postado em 17/12/2014 às 11:19:53

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

10 filmes para assistir com os seus filhos

Além de ser sempre atrativo, o cinema pode proporcionar momentos de reflexão e trazer aprendizagem para as crianças. E, para ensinar valores importantes, o filme não precisa ser especificamente didático.

Confira, em nossa lista, 10 obras do cinema, aplaudidas por professores e críticos da sétima arte, para pais e filhos curtirem juntos.

1. Dúvida, dirigido por John Patrick Shanley, com Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman, 2008. Classificação: 16 anos.

2. Ao Mestre com Carinho, dirigido por James Clavell, com Sidney Poitier, 1967. Classificação: livre.

3. Billy Elliot, dirigido por Stephen Daldry, com Julie Walters e Jamie Bell, 2000. Classificação: livre.

4. O Céu de Outubro, dirigido por Joe Johnston, com Jake Gyllenhaal e Chris Cooper, 1999. Classificação: livre.

5. Escola de Rock, dirigido por Richard Linklater, com Jack Black e Joan Cusack, 2003. Classificação: livre.

6. Gênio Indomável, dirigido por Gus Van Sant, com Matt Damon e Robin Williams, 1997. Classificação: 14 anos.

7. O Homem-Elefante, dirigido por David Lynch, com Anthony Hopkins e John Hurt, 1980. Classificação: livre.

8. Legalmente Loira, dirigido por Robert Luketic, com Reese Whiterspoon e Luke Wilson, 2001. Classificação: livre.

9Mr. Holland: Adorável Professor, dirigido por Stephen Herek, com Richard Dreyfuss e William H. Macy, 1995. Classificação: livre. 

10Meu Mestre, Minha Vida (Lean On Me). Dirigido por John G. Avildsen, com Morgan Freeman, 1989. Classificação: 12 anos.

Agora, é só preparar a pipoca que a diversão já está garantida! <3

Fonte: Educar para Crescer



Postado em 12/12/2014 às 08:50:17

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Brincadeira é coisa séria

As brincadeiras fazem parte da infância e, além de divertidas, auxiliam o processo de desenvolvimento dos pequenos. 

É durante esse momento mágico que um mundo de conteúdos, informações e percepções acontece. De uma forma natural as crianças aceitam desafios, elaboram estratégias, instigam a criatividade, exercitam a concentração e a coordenação motora.

0-2 anos: nessa fase os sentidos e o desenvolvimento motor estão em alta, por isso aconselha-se brinquedos que não possam ser engolidos, coloridos, de encaixe e de formas geométricas. Com cuidado para as crianças não levarem à boca, modelar massinhas é uma brincadeira divertida para a garotada soltar a imaginação e a criatividade, estimulando a parte sensorial, o tato, a visão e até o olfato.

3-4 anos: nessa fase a imaginação é um espetáculo à parte. Aposte nas brincadeiras clássicas, no faz de conta, nas fantasias, nos contos de fadas, nas brincadeiras de casinha, boneca, carrinho e super-herói. Através desses passatempos, os pequenos têm contato com as percepções do cotidiano.

5-6 anos: Os jogos motores (de movimento) e os de representação (faz de conta) continuam e se aprimoram. Surgem os jogos coletivos, as brincadeiras de rua, como esconde-esconde e pega-pega, os jogos de tabuleiro, futebol, brincadeiras de roda. Elas, são super simples, mas ainda somam muitos benefícios como o estímulo à coordenação motora, o exercício do equilíbrio, as habilidades com as mãos, pés e a destreza dos dedos.

7 anos em diante: A criança está apta a participar e se divertir com todos os tipos de jogos aprendidos, mas com graus de dificuldade maiores. Brincando com os amigos ela aprende a socializar, ser flexível, trabalhar em grupo e compartilhar.

Que tal aproveitar o final de semana e deixar as crianças brincarem de montão? :D



Postado em 05/12/2014 às 08:47:33

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18 




Kiko e Kika       |       © Copyright 2013
« voltar ao site