Sobe sobe formiguinha...

Você já parou pra pensar como as formigas conseguem andar pelas paredes? Quase que diariamente, você pode observar esses pequenos insetos percorrendo as paredes da sua casa, mas a forma como eles realizam essa façanha não é através de nenhuma mágica não.

A bióloga Inara Roberta Leal, da Universidade Federal de Pernambuco. ?As formigas são capazes de andar nas paredes sem cair, em primeiro lugar, por causa de seu peso pequeno em relação à superfície do seu corpo. A gravidade ? força que a Terra exerce sobre nós e nos mantém unidos à sua superfície ? é mais forte quanto mais massa tem um organismo. Assim, como as formigas são pequeninas e leves, a força da gravidade tem uma ação mais fraca sobre elas que sobre nós, humanos?.

Além da gravidade, outro motivo é a resistência do ar, que é maior em relação às formigas. ?Quando uma formiga é atirada para cima, ela demora mais a cair no chão em relação a nós porque tem seis pernas e duas antenas que aumentam sua resistência ao ar?, explica a bióloga.

|Mas o segredo das formigas para conseguir caminhar nas paredes sem cair são as suas pequenas garras no final das pernas, que as ajudam a se prender melhor. ?Também vale lembrar que o relevo das paredes, que, para nós, parece muito uniforme, para as pequeninas formigas apresenta muitas estruturas nas quais elas podem se segurar, assim como as pessoas que se agarram às rochas quando escalam montanhas?, fala Inara.

Fonte: Ciência Hoje



Postado em 16/09/2016 às 09:28:45

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Por que espirramos?

Mesmo não sendo muito agradável, o espirro tem uma função muito importante: se livrar de sujeirinhas que irritam o interior do nariz ou dos pulmões, empurrando com muita força um jato de ar pelo nariz (e pela boca também), levando junto tudo que está em seu caminho.

E é um jato com muita força mesmo. Um espirro pode sair do corpo a 150 quilômetros por hora! E por mais diferentes que pareçam ser, o espirro e a respiração têm algo em comum: as duas são controladas pela mesma região do cérebro, o centro respiratório, e ambas são involuntárias. Isso significa que mesmo que você queira prender a respiração ou segurar o espirro, nem sempre será possível, porque eles acontecem automaticamente.

Você até pode conseguir prender a respiração por alguns segundos, mas quando começar a demorar para chegar ar novo, colocando seu corpo em risco, o centro respiratório do cérebro entrará em ação e mandará a respiração continuar a qualquer custo, passando por cima da sua vontade de segurar a respiração (e o espirro).

Fonte: Ciência Hoje das Crianças



Postado em 05/08/2016 às 08:51:38

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Conheça melhor os coalas

É impossível resistir a fofura dos coalas, que parecem até ursos de pelúcia. Mas, apesar da aparência, os pequenos preguiçosos e comilões são parentes dos cangurus, gambás e outros animais da família dos marsupiais

Esses animais passam boa parte do dia dormindo (cerca de 20 horas!). Mas essa preguiça toda tem uma explicação: como se alimentam apenas de folhas de eucalipto, possuem uma dieta pouco nutritiva e precisam economizar energia.

As coalas fêmeas costumam ter um filhote por gestação e raramente dois. Quando completam nove meses, os bebês coalas deixam a bolsa da mãe, mas continuam agarrados às suas costas e, com um ano, tornam-se mais independentes.

Fonte: Ciência Hoje das Crianças



Postado em 13/05/2016 às 08:03:52

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Se sujar faz bem!

A hora da refeição com a criançada na sua casa é uma verdadeira bagunça? Pois saiba que isso é ótimo! Uma pesquisa feita na Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, mostra que se sujar enquanto se alimenta pode estimular o desenvolvimento do seu filho. 

Os bebês que tocam a comida sentem as diferentes texturas e aprendem as palavras mais rapidamente. Isso vale também para os alimentos mais líquidos, como leite, sopa e papinha. O estudo foi feito com crianças de 16 meses, que foram colocadas diante de 14 alimentos como suco, sopa e pudim. Os cientistas inventaram um nome para eles e, depois de um tempo, perguntaram às crianças como chamava a comida. Aqueles que fizeram sujeira e colocaram as mãos nas comidas se lembravam das palavras com mais facilidade. De acordo com o estudo, isso aconteceu porque os bebês captaram as diferenças das texturas de cada alimento.

Fonte: RevistaCrescer



Postado em 08/04/2016 às 09:12:32

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

As crianças e o chocolate

Além de ser uma delícia o chocolate traz inúmeros benefícios à saúde. Ou seja, ninguém precisa impedir a garotada de comer!

Ele provoca a liberação de serotonina e endorfina no cérebro, o que contribui para a sensação de bem-estar. Também possui várias vitaminas e minerais importantes para o corpo, como manganês, zinco, potássio, magnésio e cobre. 

De acordo com os nutricionistas, o consumo recomendado para crianças é de 25 gramas por dia, o mesmo que uma barra pequena. Porém, a ingestão de chocolate não é indicada para menores de dois anos, pois o organismo do bebê ainda não está pronto para digerir o doce, rico em gordura e açúcar.

Em datas especiais, como páscoa, natal e dia das crianças, onde as crianças costumam ganhar muitos chocolates, o ideal é que elas não comam tudo de uma vez e nem que as refeições sejam substituídas pelo doce. Uma opção é servi-lo como sobremesa, em pequenas porções ao longo dos dias. Exagerar pode levar à diarreia, enjoo, alergia e até intoxicação, além de elevar os índices de colesterol e de glicemia.

Vale destacar que é melhor optar pelos chocolates mais escuros, ou seja, com maior quantidade e concentração de cacau. O branco deve ser evitado, pela grande quantidade de calorias e gordura hidrogenada.

O importante é sempre consumir com moderação, sem esquecer de escovar os dentinhos depois! :)



Postado em 03/10/2014 às 16:33:40

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Como surgiu o Lego

Criada pelo carpinteiro dinamarquês Ole Kirk Christiansen, a Lego teve uma trajetória longa e tortuosa, até chegar ao ponto em que chegou.

Tudo começou em 1932, quando o humilde carpinteiro começou a fabricar brinquedos de encaixar para o filho. Em 1934, após a perda da esposa, e com uma série de problemas financeiros, Ole decidiu dar um nome ao seu empreendimento, que remetesse a “brincar bem”, Leg Godt. Depois resumiu a expressão a Lego – que também significa em Latim “eu junto”. A versão moderna e de plástico que conhecemos só surgiu em 1955, quando foi lançado o LEGO System Play.

Hoje os famosos brinquedos de encaixar estão presentes em mais de 140 países, com sua popularidade passando de pai para filho, sendo recomendado por educadores e terapeutas em todas as áreas do ensino de aprendizagem.

A história completinha, e super inspiradora, você pode conferir no vídeo abaixo! =)



Vídeos


Postado em 11/09/2014 às 08:50:00

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Porque o focinho dos cachorros é gelado?

De acordo com os especialistas, é um sinal de saúde. :)
O que mantém o focinho do cachorro sempre frio e molhado é o fato de que eles regulam a sua temperatura corporal por meio da respiração. Os cães estão quase sempre respirando com a boca aberta e a língua para fora, e isso também colabora com a perda de calor.

Se o nariz dele estiver quente e seco, é bom ter cuidado, pois pode ser febre, um alerta do corpo para alguma doença. A febre pode ser sinal de gripe ou infecção causada por microrganismos, como bactérias. Se acontecer, leve-o depressa ao veterinário.

Fique sempre de olho no focinho do seu cachorro porque o olfato é o sentido mais importante para ele. É assim que ele consegue identificar pessoas, perceber cheiros que estão bem distantes e até mapear os lugares, e não se perder de casa.

Fonte: Ciência Hoje das Crianças

Postado em 15/08/2014 às 14:41:48

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Dinossauros fofinhos

Dinossauros eram grandes, monstros enormes e assustadores, sempre prontos para atacar a próxima refeição, certo? Errado!
Assim como os animais que conhecemos hoje em dia, eles também se dedicavam à atividades rotineiras e nada amedrontadoras como dormir, brincar e namorar.

É esta a visão que o paleoartista (pessoa que retrata artisticamente as figuras da pré-história) Cevdet Mehmet Kosemen, um dos autores do livro "All Yesterdays" (Todos os ontens), quer passar. Ele explica que as representações desses bichões não levaram em conta as descobertas incríveis das últimas décadas e que um grande erro que cometemos é ignorar que eles se pareciam com os animais atuais em vários aspectos que não são preservados nos fósseis, como tecidos moles, pelos, gordura e cartilagem.

Cevdet ainda faz um exercício bem legal: ilustra animais atuais como se tivessem sido criados à partir de seus fósseis no futuro, cometendo de propósito os mesmo erros. O resultado são gatos, elefantes, vaca e outros animais distorcidos e bem esquisitos.

Mas é importante lembrar, como ressalta o autor do livro, que até as imagens do livro podem estar erradas e que alguns aspectos desses animais extintos jamais serão conhecidos, de fato.


Fonte: Ciência Hoje das Crianças

Mais imagens


Postado em 02/07/2014 às 13:45:52

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

O que é amor?

Ah, as crianças e sua inocência!
Para elas é muito simples explicar (com profundidade!) o significado de sentimentos complexos, como a felicidade e a tristeza, por exemplo.
Veja só o que elas disseram quando foram questionadas sobre o significado do amor. As respostas são muito criativas:

"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela." Chrissy, 6 anos.

"Quando alguém te ama, a forma de falar seu nome é diferente." Billy, 4 anos.

"Quando você fala para alguém algo ruim sobre você mesmo e sente medo que essa pessoa não venha a te amar por causa disso, aí você se surpreende, já que não só continua te amando, como agora te ama mais ainda." Samantha, 7 anos.

"Eu sei que minha irmã mais velha me ama porque ela me dá todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras." Lauren, 4 anos.

"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro." Mary Ann, 4 anos.

"Quando você ama alguém, seus olhos sobem e descem e pequenas estrelas saem de você." Karen, 7 anos.

Mais imagens


Postado em 12/06/2014 às 15:21:34

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar

Início de Outuno

O outono é o período de transição entre o verão e o inverno.
Os primeiros dias, geralmente, são quentes e os últimos são secos, de temperaturas amenas, mais baixas.
Uma de suas características mais marcantes é a explosão de sabores, pois é no outono que amadurecem a maioria das frutas. Logo as frutas acabam e tem início a queda das folhas. Elas caem por conta dos dias que ficam mais curtos e as noites mais compridas. Sem a clorofila, que é obtida com a luz do sol, as folhas começam a ficar amareladas até secarem. As árvores então, "adormecem" par acordar no verão.

As calçadas se transformam em lindos tapetes de cor alaranjada e ao caminhar por elas, dá pra ouvir a sinfonia divertida das folhas quebrando debaixo de nossos pés.

O outono começa hoje e vai até o dia 20 de julho.
Seja bem-vindo!

Postado em 20/03/2014 às 13:11:23

Comentários

  • Nenhum comentario enviado ainda, seja o primeiro a comentar...
Comentar
 1  2 




Kiko e Kika       |       © Copyright 2013
« voltar ao site